Topo
Blog do Barcinski

Blog do Barcinski

Categorias

Histórico

Filme explica o fenômeno Ultraje a Rigor

André Barcinski

15/06/2018 05h59


Sábado, às 17h, o festival In-Edit exibe "Ultraje", documentário de Marc Dourdin sobre a banda paulistana Ultraje a Rigor. A sessão acontece no Cine Olido (Av. São João, 473), e a banda fará um show após a exibição.

Se eu estivesse em São Paulo, não perderia.

O filme é muito bem feito e conta em detalhes a trajetória da banda, um dos grandes fenômenos de venda do rock brasileiro dos anos 80.

O primeiro disco do Ultraje, "Nós Vamos Invadir Sua Praia", lançado no primeiro semestre de 1985, foi mais que um sucesso comercial: foi o disco que realmente sacramentou o rock como um gênero popular em todo o Brasil.

O LP tinha 11 faixas, e nada menos que oito tocaram nas rádios: "Inútil", "Ciúme", "Rebelde sem Causa", "Nós Vamos Invadir Sua Praia", "Eu Me Amo", "Zoraide", "Marylou" e "Independente Futebol Clube". Parecia uma coletânea de sucessos. O disco tocou em rádios de rock, em rádios de pop, em danceterias descoladas e no programa do Barros de Alencar.

A mistura de rockabilly, pop e new wave com as letras engraçadas e espertas de Roger Rocha Moreira resultou num disco que agradou a todo mundo. Ninguém no rock brasileiro sabia escrever um refrão como Roger (fiz um teste esses dias: botei o disco para tocar para meus filhos pequenos, que nunca o haviam escutado; na segunda audição eles já lembravam os refrães – "Papai, toca o "ai, me mordo de ciúme?").

No meio dos anos 80, eu andava com muitos fãs de heavy metal, e lembro que o Ultraje era uma das poucas bandas para quem os metaleiros não torciam o nariz (me diverti pacas no lançamento desse disco, no Parque Laje, e dois anos depois no lançamento do segundo LP, "Sexo", no Canecão).

O documentário mostra que o Ultraje, diferentemente de muitas bandas da época, não via o sucesso comercial como uma mancha no currículo. Eles sempre quiseram tocar no Chacrinha.

Numa cena hilariante, os quatro integrantes – Roger, Carlo (guitarra), Leospa (bateria) e Mauricio (baixo) – se apresentam numa edição do programa de Raul Gil filmado na Ilha Porchat, no litoral paulista. Detalhe: os quatro metidos em sungas microscópicas. "Você já imaginou o Ira! fazendo isso?", pergunta Carlo. "De jeito nenhum. Mas a gente não se importava, a gente só queria fazer sucesso!"

E fizeram mesmo. Na lista do NOPEM de discos mais vendidos de 1986, "Nós Vamos Invadir Sua Praia" aparece no Top 5, ao lado de Roberto Carlos, Agepê, Madonna e Julio Iglesias. Bem atrás, aparece o RPM com seu disco de estreia.

"Nós Vamos Invadir Sua Praia" foi um disco tão importante e popular que o Ultraje vive dele até hoje. O segundo disco, "Sexo", trouxe músicas populares, como a faixa-título, "Pelado" e "Eu Gosto é de Mulher", mas não dá para imaginar um show do Ultraje sem os hits do primeiro LP.

O filme vale também como um perfil revelador de Roger Rocha Moreira, o cara que inventou a banda e personifica o Ultraje. O grupo vivia em função dele, excursionando quando Roger não estava de férias (ou cuidando do papagaio, Frederico) e viajando pelo Brasil de ônibus depois que Roger parou de andar de avião.

Um ótimo fim de semana a todos.

Visite meu site: andrebarcinski.com.br

Sobre o autor

André Barcinski é jornalista, roteirista e diretor de TV. É crítico de cinema e música da “Folha de S. Paulo”. Escreveu seis livros, incluindo “Barulho” (1992), vencedor do prêmio Jabuti de melhor reportagem. Roteirizou a série de TV “Zé do Caixão” (2015), do canal Space, e dirigiu o documentário “Maldito” (2001), sobre o cineasta José Mojica Marins, vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Sundance (EUA). Atualmente dirige os programas “Eletrogordo” e “Nasi Noite Adentro”, do Canal Brasil.

Sobre o blog

Música, cinema, livros, TV, e tudo que compõe o universo da cultura pop estará no blog, atualizado às segundas, quartas e sextas.

Blog do Barcinski