Topo
Blog do Barcinski

Blog do Barcinski

Categorias

Histórico

Dez canções para o Dia dos Namorados

André Barcinski

12/06/2018 05h59

Aqui vai uma seleção de músicas especiais para ouvir com alguém muito especial…

Lucky to Be Me – Tony Bennett e Bill Evans
Conheço poucos discos tão perfeitos para uma tarde chuvosa quanto "The Complete Tony Bennett / Bill Evans Recordings", que reúne os dois LPs que a dupla lançou em 1975 e 1977 com releituras de clássicos da canção norte-americana. Veja Bennett e Evans interpretando "Lucky to Be Me":

Pensando em Ti – Nelson Gonçalves
Essa gravação de Nelson para o clássico de Herivelto Martins e David Nasser sempre me emociona. E a letra é do outro mundo: "Nos cigarros que eu fumo / te vejo nas espirais / nos livros que eu tento ler / em cada frase tu estás". Dá pra VER Nelsão pensando na moça e jogando o livro na parede.

Feitio de Oração – Aracy de Almeida
Admito, essa música não é das mais românticas, mas entra na lista pelo simples fato de Aracy de Almeida ser a cantora mais legal de todos os tempos – pelo menos para mim – e Noel Rosa, o maior compositor.

To Love Somebody – Nina Simone
A música é dos Bee Gees, mas a gravação definitiva é a de Miss Simone. Quando ela canta "Há uma luz / um certo tipo de luz / que nunca brilhou sobre mim", você sente que a mulher não está brincando…

Treaty – Leonard Cohen
Cohen morreu logo após a gravação dessa obra-prima, e a música parece mesmo o último suspiro de um romântico…

Hejira – Joni Mitchell
O meio dos anos 70 foi um dos períodos mais conturbados da vida amorosa de Mitchell, quando um romance com o ator Sam Shepard provocou o fim de seu relacionamento com o baterista John Guerin. Pra confundir ainda mais as coisas, a compositora embarcou numa viagem de carro cruzando os Estados Unidos de ponta a ponta, acompanhado por um ex-namorado. Essa viagem inspirou o disco "Hejira", de 1976, que trouxe algumas das letras mais inspiradas da cantora. Ouça a faixa-título:

Got to Give It Up – Marvin Gaye
Adoro essa música, em que Gaye canta o delírio de se soltar numa pista de dança. E ele não é lá muito comedido: "Deixe-me entrar em sua zona erótica"…


Come On – Barry White

Quando o assunto é música de motel, Barry White é imbatível. E esse clipe, de 1994, é um de seus mais ousados, mostrando um casal que perde um show de Barry White porque está ocupado fazendo coisas melhores…

Eu, Não! – Angela Ro Ro
OK, também não é das músicas mais sensuais de Ro Ro, mas a interpretação dela (e a memória afetiva de ter visto esse show, em 1985) a colocam na lista.

I Love Being Here With You – Peggy Lee e Judy Garland
É para isso que existe o Youtube: achar um trecho do programa de Judy Garland na TV Americana, em 1963, em que ela faz piada com a grande Peggy Lee e depois interpretam uma canção da própria Peggy, "I Love Being Here With You".

Por causa do Dia dos Namorados, adiantei o texto de quarta-feira para hoje. O blog volta sexta-feira, dia 15.

Visite meu site: andrebarcinski.com.br

Sobre o autor

André Barcinski é jornalista, roteirista e diretor de TV. É crítico de cinema e música da “Folha de S. Paulo”. Escreveu seis livros, incluindo “Barulho” (1992), vencedor do prêmio Jabuti de melhor reportagem. Roteirizou a série de TV “Zé do Caixão” (2015), do canal Space, e dirigiu o documentário “Maldito” (2001), sobre o cineasta José Mojica Marins, vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Sundance (EUA). Atualmente dirige os programas “Eletrogordo” e “Nasi Noite Adentro”, do Canal Brasil.

Sobre o blog

Música, cinema, livros, TV, e tudo que compõe o universo da cultura pop estará no blog, atualizado às segundas, quartas e sextas.