Blog do Barcinski

Categorias

Histórico

O dono do Coachella apoia causas antigay - e você vai dar dinheiro para ele de um jeito ou de outro

André Barcinski

09/01/2017 08h21

(Photo by Robert Mora/Getty Images)

(Photo by Robert Mora/Getty Images)


Philip Anschutz tem 77 anos e é um dos 40 homens mais ricos dos Estados Unidos, com uma fortuna pessoal avaliada em 11 bilhões de dólares.

Semana passada, jornais e sites do mundo inteiro revelaram que Anschutz havia feito inúmeras doações a grupos anti-LGBT e a entidades que negam o aquecimento global e fazem lobby pela aprovação de leis que beneficiam empresas poluidoras do meio ambiente.

Até aí, nada de mais: os bilhões são de Anschutz e ele os investe como quiser. Ele tem todo o direito de apoiar as causas que preferir.

A questão é que Anschutz é dono da AEG, uma gigante no setor de entretenimento no mundo, responsável por alguns dos festivais de música mais conhecidos, como o Desert Trip, que em outubro reuniu Stones, Dylan, Neil Young, The Who, Roger Waters e Paul McCartney, e o Coachella, o evento musical mais rentável do planeta, que este ano terá Radiohead e Beyoncé.

Não é estranho ver artistas ligados a causas ambientais, como Neil Young e Roger Waters, tocando num evento produzido por um sujeito que nega o aquecimento global? E Beyoncé cantando num show bancado por alguém que apoia grupos antigay?

Em um comunicado à imprensa, Anschutz negou ser contra gays e disse ser a favor da diversidade, mas não negou ter feito as doações. Disse que apoia centenas de grupos e que, se ficar comprovado que algum deles age de forma discriminatória, vai parar de doar para ele.

O caso leva a uma questão complexa: nesse mundo corporativo de fusões e aquisições, em que imensos grupos econômicos compram empresas menores a rodo e expandem seus negócios para setores diversos, será que o consumidor sabe para quem está dando seu dinheiro?

Vamos ficar só no caso da AEG: se você quisesse evitar que um centavo de seu suado dinheirinho fosse para o bolso de Anschutz, teria grande dificuldade.

Gosta de cinema? Anschutz controla sete mil salas em todo o mundo. Curte tênis? Anschutz produz as finais da ATP. Foi ver um jogo de futebol na Arena Pernambuco? Anschutz é dono de parte do estádio. Foi a alguma convenção na Malásia? A AEG é dona do Centro de Convenções de Kuala Lumpur.

No terceiro trimestre do ano passado, cerca de 60% dos ingressos vendidos nas 100 maiores arenas e teatros do mundo foram de eventos da AEG. A empresa promove turnês de Justin Bieber, Maroon Five, Bruno Mars e Elton John, entre centenas de outros artistas. A AEG também é dona do time de basquete do Los Angeles Lakers e de equipes de hóquei no gelo e futebol nos EUA e Europa, incluindo o Los Angeles Galaxy.

A verdade é que o público não tem a menor ideia de quem é dona do quê (ano passado, fiz uma matéria aqui no UOL sobre quem controla os maiores festivais de música do mundo – leia aqui). Isso cria casos curiosos como o do Lollapalooza, um festival que começou nos anos 90 como uma reação à dominação corporativa da música e aos preços inflados dos megafestivais, e que em 2014 foi comprado pela Live Nation, dona da Ticketmaster, maior empresa de venda de ingressos do mundo e considerada por muitos a grande responsável pelo aumento nos preços dos ingressos de entretenimento nas últimas duas décadas.

Sobre o Autor

André Barcinski é jornalista, roteirista e diretor de TV. É crítico de cinema e música da “Folha de S. Paulo”. Escreveu seis livros, incluindo “Barulho” (1992), vencedor do prêmio Jabuti de melhor reportagem. Roteirizou a série de TV “Zé do Caixão” (2015), do canal Space, e dirigiu o documentário “Maldito” (2001), sobre o cineasta José Mojica Marins, vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Sundance (EUA). Atualmente dirige os programas “Eletrogordo” e “Nasi Noite Adentro”, do Canal Brasil.

Sobre o Blog

Música, cinema, livros, TV, e tudo que compõe o universo da cultura pop estará no blog, atualizado às segundas, quartas e sextas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Blog do Barcinski
Topo