Topo
Blog do Barcinski

Blog do Barcinski

Categorias

Histórico

Bikini Kill: 20 anos de um clássico do punk

André Barcinski

09/11/2018 05h59

Acaba de ser relançado em vinil um grande disco: "The Singles", coletânea de compactos da banda norte-americana Bikini Kill.

Quando lançado originalmente, em 1998, o disco marcou a despedida do Bikini Kill, que havia acabado no ano anterior.

Formado em 1990 em Olympia, estado de Washington (noroeste dos Estados Unidos), o Bikini Kill foi um dos grandes expoentes do chamado "riot grrrl", um movimento de bandas feministas como Bratmobile, Huggy Bear e Sleater-Kinney, que confrontavam o machismo e misoginia que viam na cena punk norte-americana.

O Bikini Kill era formado por Kathleen Hanna (vocais), Tobi Vail (bateria), Billy Karren (guitarra) e Kathi Wilcox (baixo), e lançou três discos excelentes – "Revolution Girl Style Now!" (1991), "Pussy Whipped" (1993) e "Reject All American" (1996) – antes de as quatro integrantes decidirem embarcar em outros projetos.

Depois que saiu do Bikini Kill, Kathleen Hanna fez parte de duas bandas excelentes, Le Tigre e The Julie Ruin, e foi tema de um ótimo documentário, "The Punk Singer", que esteve por um tempão na programação da Netflix.

Hanna é uma letrista formidável, de textos raivosos, mas sempre cheios de humor e acidez. Ela também é conhecida por ter inspirado a música mais famosa do Nirvana: Hanna era amiga de Kurt Cobain, e um dia escreveu com uma lata de spray numa parede: "Kurt smells like teen spirit". "Teen Spirit" era um desodorante. Kurt adorou a frase e a usou como título da canção que tornaria o "grunge" um fenômeno mundial.

Se você não conhece o Bikini Kill, "The Singles" é um excelente ponto de partida.

Um ótimo fim de semana a todos.

Visite meu site: andrebarcinski.com.br

Sobre o autor

André Barcinski é jornalista, roteirista e diretor de TV. É crítico de cinema e música da “Folha de S. Paulo”. Escreveu seis livros, incluindo “Barulho” (1992), vencedor do prêmio Jabuti de melhor reportagem. Roteirizou a série de TV “Zé do Caixão” (2015), do canal Space, e dirigiu o documentário “Maldito” (2001), sobre o cineasta José Mojica Marins, vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Sundance (EUA). Atualmente dirige os programas “Eletrogordo” e “Nasi Noite Adentro”, do Canal Brasil.

Sobre o blog

Música, cinema, livros, TV, e tudo que compõe o universo da cultura pop estará no blog, atualizado às segundas, quartas e sextas.