Topo
Blog do Barcinski

Blog do Barcinski

Categorias

Histórico

Filmes na TV: do sublime ao trash

André Barcinski

04/05/2018 05h59


O programador do Telecine Cult estava inspirado esse fim de semana: a oferta de filmes vai de clássicos do cinema francês a jóias do cinema "trash".

No sábado, 22h, o canal exibe o primoroso "O Sopro no Coração" (1971), de Louis Malle, história autobiográfica sobre um adolescente e sua relação, digamos, heterodoxa, com a mãe. É um dos grandes filmes de Malle:

Por falar em clássicos autobiográficos do cinema francês, às 6h15 de domingo vale gravar a obra-prima "Os Incompreendidos" (1959), primeiro filme de François Truffaut, em que ele cria o personagem Antoine Doinel, seu alter ego, interpretado por Jean-Pierre Léaud. Depois desse filme, Truffaut exploraria o personagem de Doinel por cerca de 20 anos, em mais três longas e um curta-metragem. Mas "Os Incompreendidos" é o melhor filme da saga (e o melhor de Truffaut, na minha opinião).

No domingo, o Telecine Cult exibe uma sessão quádrupla bem divertida e que mostra como Hollywood é capaz de transformar tudo em estrume. O canal mostrará os quatro filmes da franquia "Tubarão", iniciando às 14h com o clássico filme de Steven Spielberg lançado em 1975 e terminando às 20h20 com "Tubarão 4 – A Vingança" (1987), um abacaxi sem tamanho estrelado por Michael Caine.

Essa sessão quádrupla não é inédita. Quando a emissora exibiu o programa em 2016, escrevi:

O primeiro filme é excelente, um terror B que inaugurou a era dos "blockbusters" em Hollywood. Se quiser saber detalhes sobre as filmagens e o impacto do filme, sugiro a leitura de "Como a Geração Sexo, Drogas e Rock'n'Roll Salvou Hollywood", de Peter Biskind.

"Tubarão 2"(1978) ainda contava com Roy Scheider no papel principal, mas Spielberg estava bem longe dali. O filme foi dirigido por Jeannot Szwarc e trouxe cenas hilariantes como essa:

Já "Tubarão 3" (1983) é tão ruim que chega a ser engraçado. Filmado em 3D, leva a ação para o parque Sea World, na Flórida. Vejam que cena antológica:

Finalmente, chegamos a "Tubarão 4 – A Vingança", provavelmente a pior atuação de um grande ator em toda a história do cinema. Até hoje ninguém sabe se Michael Caine estava bêbado, sob efeito de remédios, ou se simplesmente ligou o "f*da-se", embolsou o cachê e passou algumas semanas se divertindo. Algum espertalhão fez no Youtube uma coletânea dos melhores momentos do ator no filme:

Um ótimo fim de semana a todos.

Meu novo site: www.andrebarcinski.com.br

Sobre o autor

André Barcinski é jornalista, roteirista e diretor de TV. É crítico de cinema e música da “Folha de S. Paulo”. Escreveu seis livros, incluindo “Barulho” (1992), vencedor do prêmio Jabuti de melhor reportagem. Roteirizou a série de TV “Zé do Caixão” (2015), do canal Space, e dirigiu o documentário “Maldito” (2001), sobre o cineasta José Mojica Marins, vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Sundance (EUA). Atualmente dirige os programas “Eletrogordo” e “Nasi Noite Adentro”, do Canal Brasil.

Sobre o blog

Música, cinema, livros, TV, e tudo que compõe o universo da cultura pop estará no blog, atualizado às segundas, quartas e sextas.

Blog do Barcinski